cronicas

Leiam como se fosse um livro. São materias selecionadas publicadas ao longo da minha vida em alguns jornais e revistas. A minha unica intenção é, além de proporcionar diversão e entretenimento fazer com que voces conheçam um pouco mais do que penso a respeito de quase tudo o que nos cerca, e pra que depois ninguém ouse dizer que eu não tenha feito a minha parte. Sejam bem vindos!!!

28 de nov de 2008

O furdunço

Baahiiiaaa, terra da felicidaaaadiiii... Cês viram só??? Quem diria heim, e a cidade de Salvador parou. O que não deixa de ser um grande avanço, por que por alguns dias, os baianos deixaram de andar prá trás, téquinfim! Agora a coisa vai!!! E prá onde não importa, prá eles até velório é motivo de festa... Se bem que quanto a isso, estão cobertos de razão, viver é muito pior... Mas não é bem o que diz a propaganda oficial deles diariamente na tevê: o melhor lugar prá se trabalhar e o melhor prá se viver etc. E isso por que o país todo acha que baiano não trabalha, afinal lá é a terra da preguiça, e eles mesmos nos convenceram a aceitar essa premissa... Hi, até rimou! É a teoria sempre contrariando a prática. Agora, cá entre nós, os policiais soteropolitanos não trabalham e mesmo assim acham que ganham pouco? Ou pelo pouco que fazem, pensam que deveriam ganhar muito mais? Ou nenhuma coisa nem outra, eles não estão dando a devida conta do recado e anda sobrando ladrão... Voces decidem. E eles que se danem! Ou que se entendam com o ACM! Não é ele rei por lá? Putz, foi um tal de voar pedaços de berimbau prá tudo quanto é lado... Cassetete não pega bem com música!!! Seria risível, não fosse trágico! O Brasil mostra a sua cara, como queria o Cazuza. E ela é bem feia e nem é cara de Raimunda...É o reles retrato em preto e branco, de um país que aos poucos enlouquece. Uma nau sem rumo, uma portuguesa nau com certeza. É o saldo positivo (?) desse maldito neoliberalismo real. A verdade nua e crua, prá quem quiser ver. E me entristece sim profundamente a desdita dos irmãos baianos. Vejam só, dona Zélia Gattai, eminente escritora e mais a cantora Gal Costa, saíram correndo em defesa do então senador já citado (não gosto muito nem de escrever o nome dele), por ocasião do episódio da mutreta da manipulação do PAINEL do senado e "mandaram" o Jorge Amado, um nosso grande orgulho literário, companheiro oficial da primeira acima, pro hospital. Quase mataram o homem! E a imprensa paulista caiu de pau em cima do Caetano Veloso, que não disse absolutamente nada ou talvez por isso mesmo... Era o prenúncio de que tudo iria acontecer como está acontecendo. E um sistema de governo que estimula a disputa entre os Estados da Nação (tipo insenções fiscais diferenciadas) e centraliza cada vez mais o poder decisório final, a palavra do presidente é a lei, sempre de acordo com interesses eleitoreiros e na parte que nos diz respeito protela e adia, além de ser extremamente ditatorial, não tem legitimidade popular e não pode de modo algum ser levado a sério. O que mais me espanta, no entanto, é o fato de não interrompermos logo com essa farsa. Por isso a tendência é só piorar. Eta, povo masoquista!!! E ainda não sabe o que é democracia! Não é assim lá na Argentina, só prá citar, já que o vizinho portenho não sai da nossa mídia, por conta da tal alta do dólar e de suas cavalgaduras (em todos os sentidos)... Eles sabem que tambem estão ferrados, só que gritam, e muito alto e prá todo mundo ouvir. E mesmo assim, segundo relatório da ONU, lá é muito melhor prá se viver do que cá. Os seus valores indicativos pesquisados, de desenvolvimento, negativos, são melhores que os nossos. Perdemos prá eles até no que é ruim. E em se falando nisso, um chegado meu disse que já não aguenta mais ouvir a palavra Argentina, nem no trigo, nem na uva, nem na maçã... Diz que "panhou um ódio daqueles" dos ermanos. Coitados, eles tambem não têm culpa. Houve até quem sugerisse "entrar em guerra contra eles", ao saber da conversa, "prá acabar logo de vez com essa palhaçada..." Virou Bahia, um furdunço danado!!! Outro, um intelectual de esquerda radical, ponderou que a idéia não era de todo má, "resolveria grande parte dos nossos problemas comuns, além de dar ocupação aos pobres desocupados, morrendo muita gente, sobraria comida pros que passam fome..." E finalizou, enfaticamente e categórico: "a guerra não é a grande mola mestra do capitalismo? Não é à toa que os norte americanos vivem de futricar mundo afora..." E em off setenciou, "mundo cão!" Sei lá, e por pouco quase me convenceu. Mas sei não, e vai que a gente apanha... Que briguem por lá por seus direitos e nós por cá pelos nossos. Cada macaquito em seu galhito, como cantou um bom baiano. Chamar o tio Sam pro pau então nem pensar, e nem com a China no trio de arbitragem! E durma com esse barulho...



publicada em julho de 2001

18 de nov de 2008

Pica de dia ou de noite?

Se o Fernando, que é Henrique, por muito pouco, muito pouco mesmo, quase conseguiu destruir essa nação, imaginem então o José, que é SERRA!!! Ahaahahaa... Tão mesmo querendo que o Lulalá emplaque desta vez. Só que quem parece não estar gostando nadica de nada disso tudo é o PT... Se antes tinha lá minhas dúvidas, agora tenho certeza, a praia dos companheiros é mesmo permanecerem eternamente na OPOSIÇÃO. É muito mais cult e chic, mas verdade seja dita, o Lula não é gay, se não, em vez de tirar ele colocaria o dele na reta... Pra cabra macho nordestino tem disso não! Lá essas coisas são para as mulheres. E em se falando nelas, o mestre Ziraldo (será que ele anda lendo minhas crônicas?) concorda plenamente comigo : a Roseana é o José Sarney de saias. A edição número um do Pasquim, que ressurge agora das cinzas, traz na sua capa uma charge com a emergente candidata ao planalto central travestida de terno e gravata e usando um imenso bigodão. Só não botei reparo se ela tava de sapatão... Faz mal não, esse é mais apenas um mero detalhe. O fato é que essa charge é a prova mais contundente de que a recíproca de minha afirmação se faz verdadeira, tanto faz ser ela o pai de saias como ser ela de bigode como o pai e vice versa e vice versa. E agora brincando mais sério ainda, voces viram, a do jogador de futebol, selecionável segundo a gloriosa imprensa esportiva, que passou no corpo todo repelente de mosquito pra jogar à noite no Maracanã, hein hein hein??? E contou pra todo mundo! Será que ele achou que o mosquito iria achar que já era dia com aqueles refletores todos iluminando o gramado? Ou será por que agora futebol é tambem programa de boêmio e o jogo só terminaria após a meia noite, e como todos sabem, depois de meia noite já é dia seguinte? E a do experiente repórter, dando a maior força para o ídolo, do alto de sua sábia e longa carreira: " é melhor se prevenir do que remediar nesses tempos epidêmicos " (uau, um reporter esportivo jamais ousaria usar um termo desses, de difícil compreensão para o meio) e com a afetada e imitada concordância globeleza arrematou, "não é mesmo?". E o cara, um verdadeiro bagre ensaboado, rindo foi logo dizendo que no segundo tempo o time ia melhorar e que ele ia dar tudo de sí etc etc... Um primor de diálogo! Sei não, e depois repelente, para o Aedes, é como lança perfume Rodouro, lembram delas?, aquelas dos velhos carnavais... E eu que o diga! Desde os meus memoráveis e bons tempos de pescaria quando me encharcava de repelente e quanto mais encharcava mais os famigerados pernilongos me mordiam... E era chegar em casa de madrugada fedendo à bordel barato, por que esse é o odor característico desses inseticidas, que a coisa esquentava de vez. Outro bicho, muito maior e muito mais feroz, cuja mordida é muito mais devastadora, atacava! Então meus queridos, se pica de noite, é outra coisa, pode até ser que seja um DENGO, mas jamais será DENGUE, com certeza. E ter de explicar para a esposa ciumenta, lá pelas tantas, que voce estava realmente pescando e justamente naquele dia a maré não estava pra peixe (ou seria que estava?) e que ninguém conseguiu pegar nenhum que comprovasse na prática a sua desculpa esfarrapada e que a única cerca que havia pulado era a do pasto que antecede o rio, é o mesmo que ouvir o ministro tucano da saúde, agora candidato, jogando a culpa do aumento da quantidade do mosquito transmissor da dengue pra cima da gente, uma discussão sem fim... Mas acho que ele pode estar sendo sincero, ele deve estar falando daquelas pessoas que elegeram, e ainda assim não satisfeitas, reelegeram o seu patrão; ou então ele mal saiu do ministério e já está metendo o pau nos próprios colegas e até nele mesmo. E socializaram assim a proliferação dos insetos... Corre à boca pequena que agora são "as madames" as maiores responsáveis pela criação de larvas, em seus inocentes vasinhos de violetas, mas nós não, nós estamos ocupados por demais em sobreviver!!! E já que tocamos no assunto, aqui vai uma sugestão: que tal distribuir a dinheirama toda arrecadada pela CPMF igualitariamente para toda a população, hein, hein, hein??? Assim seremos todos farinha do mesmo saco e aí sim o sr. ministro teria todo o direito de exigir os resultados satisfatórios do nosso trabalho, por que até agora, pelo que sei, quem vive e muito bem às nossas custas, sem ter de trabalhar, é a canalhada politica desse nosso amado país. E me parece que o recado dado pelo alto tucanato, no meu fraco modo de entender, foi bem claro: otários do Brasil, voces nos pagam pra fazer o que não fazemos e ainda jogamos toda a culpa em voces, ahahahaha. E pica mole na dita dura, vê lá que fura, é muito dificiuuuu! Se a era da ditadura já era, e agora vivemos a era da picadura, e a conclusão lógica que fica é a da tônica filosófica do se ficar o bicho pega e se correr o bicho come, sabe se lá deus como entender toda essa problemática sem solucionática (grande Dadá!) a que nos submeteram os gênios criadores desse balaio de gato neoliberal. Querem um exemplo? O Maluf está em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto para o governo paulista e o Alkmin em segundo. Não é demais? Que separar o sul das geraes que nada! Vamos é construir uma muralha da China em volta do estado de São Paulo, a doença deles é muito mais perigosa do que as que comumente conhecemos! Por essas e outras, sou obrigado a insistir, com todo respeito, mais ou menos numa mesma linha de pensamento com a qual os politicos agem, então, voces preferem a picadura diurna ou a noturna, ou nenhuma dessas alternativas???



publicada em março de 2002

12 de nov de 2008

Jogando conversa fora

Também acho, cerveja não tem nada a ver com mulheres, e mesmo por que, das bebidas é a mais brochante que conheço. Cerveja pode ser um santo remédio pra quem gosta de "matar" o tempo nessas tardinhas interioranas realmente mágicas, que só a nossa terrinha pode produzir. Ou pra rever velhos amigos e jogar bastante conversa fora, ou até pra se fazer novos amigos, ou pra nos refazer após uma estafante pelada futebolística, ou numa suada rodada de truco... Fora essas, e entre a cerveja e as mulheres, sou muito mais as mulheres! E que é bom de se ver, ah isso é. Então sejam benvindas, e serão por todo o sempre, ao glamoroso mundo da nossa mídia publicitária tupiniquim. E quanto mais sem roupa melhor! Por isso, liga não gente! Tem coisas muito piores sendo veiculadas por aí na nossa malha de tevê. A Roseana Sarney, por exemplo. E olha que à primeira vista assim ela parece ser mulher, mas aquele olhar gélido dela... Vai saber, o mundo anda tão mudado... Vai ver que ela de fêmea nada tenha, vai ver que ela usa saia por mero acaso, vai ver que ela pra macho só lhe falte o membro. Vai ver que ela é o pai dela, após inúmeras plásticas, agora travestido. Sei não... Boto a mão no fogo não!!! Ou então, que tal o slogan cem por cento negro? Um nazi-facismo às avessas, o extremismo da outra cor. E todo mundo achando tudo muito lindo, divino e maravilhoso. E agora até fizeram uma lei pra tentar garantir emprego para a gente de cor preta. E se não tem vagas nem para os da cor branca..., imagine só! Fosse eu um negro me indignaria. Não seria melhor que todos tivessem empregos, por méritos e não por força de lei? Mas o que se há de fazer? Dizem que é assim que esse país funciona (?), mas eu estou seriamente pensando em me pintar. Quem sabe não saio desse sufoco já crônico... E se há vagas pra jornalistas, que por si só já é um espanto, o que dizer então que há vagas pra jornalistas de cor escura??? Fico imaginando o presidente da célebre Esportiva se dando ao luxo de reservar vagas para jogadores brancos no time. Iam querer queimar o meu estimado amigo em praça pública. É, e até que a idéia não é de todo má, não queimar o Jarbas, pelo amor de deus, mas que tá faltando jogador caucasiano nessa gloriosa agremiação, ah isso tá! Não e não, não tenho nenhum pingo de medo de ser processado por alguma entidade representativa da raça negra, pois todo mundo sabe que a minha alma, se é que ainda a tenho, é de forma irrestrita e incomensurável dessa cor. Por essas e outras ando assaz descrente com a minha mui letrada profissão. Já andei de namoro com a idéia de me tornar um atleta, talvez um ciclista... Mas o peso dos anos já me incomoda e mesmo por que, andar de bicicleta em Guaxupé é tambem correr riscos desnecessários e é preciso gostar demais de viver perigosamente. E não deixa de ser uma constante tentativa de suicídio, lenta e gradual. E olha que nem vou falar nada dos imbecís que andam motorizados às pencas por aí. Ao menor vacilo, com toda certeza, passam por cima da gente... Dia desses, desviei abruptamente, assim meio que quase sem querer, no assusto, de um buraco imenso, plantado bem no meio do meu trajeto asfaltado, que não é pra falar não, se eu contar do tamanho dele, vão dizer logo que é estória de pescador. Bom, pescador sei que sou, mentiroso não! Então é melhor nem tocar no assunto, ou já nem tá mais aqui quem falou. E no aproveitar da deixa, voces viram só? Finalmente nosso amado presidente do bico colorido e seus amiguinhos cairam na REAL. Descobriram que o país anda muito violento! Por onde será que esses caras andaram esses anos todos??? Sei que o genro do presidente, aquele da familia dos Magalhães, os do Banco Nacional, anda meio fora de circulação por conta de uns "pequenos " e antigos desvios financeiros e por se esconder do Judiciário. Esse tudo bem, viver sumindo é fogo! Não sobra tempo pra mais nada. Mas, os politicos então não leem jornais e ou nem tampouco assistem a televisão? Ou por que agora andam sequestrando publicitários e alguns prefeitos? E cá entre nós, melhor eles do que nós. Sim, por que no tempo em que se sequestrava professores e jornalistas, e nem havia pedido de resgate, o Brasil não era violento... Longe de mim desejar o mal de alguém, por pior que possa ser e até merecer, mas verdade seja dita: o castigo anda de avião supersônico nesses dias de pressa exacerbada. Não são os publicitários aqueles que dão sustentação de credibilidade aos politicos? Cobrar, e cobram muito caro pelo serviço de iludir diariamente o povo, por certo tambem tem seus riscos. E quem manda querer governar apenas e tão somente na midia e pela midia? Mas a pergunta que se faz urgente é, será que um dia vai aparecer um cabra macho de verdade pra acabar de vez com a famigerada impunidade nesse país??? Alô, alô Telemar, o seu dia ainda há de chegar (o seu também Manoel Dantas!!!)... Bom, mas esperando pra ver e enquanto nada disso acontece, fui chamado a me recadastrar no Departamento de Saúde, e até agora não entendi bem por quê, se é que me cadastrei não faz muito, e aí me exigiram, nada mais nada menos do que vinte e quatro documentos dos mais variados, meus, dos meus filhos e da esposa. Eu tinha em mãos "apenas" uns quinze, pasmem, não quiseram nem me atender. Mandei que enfiassem a carteirinha do SUS naquele lugar de cada um devidamente... É gente, tem cada uma por aqui que até a consciência divina chega a duvidar.


publicada em fevereiro de 2002

11 de nov de 2008

Ô, coitado!

Ahaaá, pimenta malagueta, cumbarí, dedo-de-moça e muita do reino, batidas no liquidificador e no fiofó dos outros é refresco! Aiaiai, uiuiui, coitado do deputado! Ué, não é que rimou? O meu avô era um poço de sabedoria, e sempre me dizia que as pessoas revelam o verdadeiro carater quando metem a mão nos seus bolsos. Ainda mais vivendo num país onde meter a mão no bolso alheio é sinônimo de esperteza... Ainda mais depois de se chegar a deputado. Mais ainda quando esse deputado, acostumado a ganhar sessenta mil, passa a ganhar "apenas" dezoito mil mensais. Não te deu peninha deles tambem? "Líquido não chega a oito mil..." Que nem o meu! Quer dizer, não na quantidade e sim igual na qualidade. O que ganho já vem líquido por natureza e mal me molha a mão e já escorreu ralo abaixo. Os banqueiros, ó, riem como eles só... E o mais curioso disso tudo é que são os deputados quem fazem as leis. Inventaram mil e uma maneira de decrescer o salário dos míseros mortais e se esqueceram que o mundo vive a dar voltas. A vingança veio à cavalo! E agora nem pro bispo vão poder reclamar. E reclamar de quem, deles mesmos??? Então aprontaram toda essa choradeira de dar dó ao mais insensível dos insensíveis. Me lembrei do desemprego, e por falar nisso, aqui vai um aviso a quem interessar possa: assim que se inaugurar o novo cemitério de Guaxupé, a Prefeitura vai abrir concurso prá carpideiras. Déis reaus por morto bem chorado e definitivamente enterrado. Só que vai demorar um pouco, trâmites legais emperram a inauguração... Ah, e aos sábados, domingos e feriados pode pintar uma boa gratificação. E se for o morto assaz importante, salário dobrado! Uéuéué, as lágrimas vão rolar (cantem, cantem comigo!). Mas o que estava mesmo dizendo? Ah, mas ainda assim acho que é muito! Pelo que fazem, salário mínimo já é exorbitante!!! Ué, e tá aí uma boa idéia. Os deputados deveriam ganhar salário mínimo. Das duas uma, ou o mínimo iria lá pras alturas ou não haveria mais um só candidato a nada mais nesse país. De qualquer forma sairíamos todos ganhando, pelo menos uma vez na vida. Ou então não haverá represa construida que suportará o aguaceiro lacrimal legislativo... Ainda assim continuaremos no lucro, racionamento de energia never more. E isto é inglês cara, é chic no úrtimo, mas pra quem não sabe, never more seria nunca mais. Então, como voces bem podem ver, está tudo a nosso favor. Dizem as más línguas, que um velho cacique da politica local, ao perceber que o filho não daria pra coisa alguma, tratou logo de encaminhá-lo nas artes das artimanhas palacianas e ele até que se deu muito bem. E acabou se aposentando, após longos oito anos de "relevantes" serviços prestados ao seu estado. Mais ou menos assim como eu, que só me aposentarei depois de morto... E ele vivia me gozando, "bem feito! quem mandou voce estudar e querer ser intelectual..." E não é que tinha razão!!! Mas em compensação a recíproca é muito pior. Deputado e jornalista agora é tudo uma merda só, com um só porem aí, eu tenho muito mais estudo. E querem uma outra boa idéia? Imaginem ser obrigatório um vestibular, como o que todo mundo faz, para se ingressar na Assembléia, e se exigir um mínimo quociente mínimo. Pouquíssimas vagas seriam preenchidas... E em se falando em vagas, ah coitadinhos tambem dos filhinhos dos deputados, vão ter de parar de estudar em boas escolas particulares. Agora nada mais dessa de comprar diploma... Vão ter de enfrentar o super concorrido vestibular das nossas universidades públicas. Viram só, e voces quase acabaram com elas! Quem não chora não mama, mamãe já dizia, e até acho compreensível. Mas que eu tô rindo da desgraça alheia, ah isso tô mesmo! Mesmo por que os filhos de muita gente não conseguem estudar de modo algum. E deus não fez primeiro o deputado e depois tomou dele uma costela pra se fazer a Eva. Mesmo por que se choram tanto assim porque reduziram os seus salários, imaginem então se reduzissem as suas costelas. Noé jamais teria tido a chance de ficar famoso e postergado sua odisséia por toda a eternidade. O mundo seria somente água, terra planeta água. Terra planeta água... (cantem comigo novamente). Ops, e quase ia me esquecendo, diagóra em diante telefone de deputado tambem será bloqueado (rimou tráveis). Ou vão ter de ralar mais pra poder pagar a Telemar. Em vez de tres empregadas, serão nenhuma! Ahahaha. Mas consolem-se senhores desventurados, tambem ando dispondo de alguns dos meus bens, dois cachorros pé no saco e um telefone cortado... Como diria Caco Antíbes: coisa horrorosa! E agora a última boa idéia, a velha cachacinha da boa, por que segundo o mestre Chico Buarque, sem ela ninguém segura esse rojão.


publicada em dezembro de 2001

30 de out de 2008

O sacolão da ignorância

Deixa ver se entendi bem: o salário mínimo de nosso amado país é mais ou menos 180 Reais ( e prá quem ainda não sabe, é essa a nossa moeda corrente e não o dólar) e está escrito lá na Constituição Brasileira que nenhum cidadão aqui vivente deve trabalhar por menos e por isso mesmo ele é mínimo, subentendendo assim muito claramente e se estendendo a todos sem distinção. Pois bem, e mesmo assim o reeleito e seus tucanos, a toda hora na televisão, assumem descaradamente que na prática não é o que realmente acontece. Se o salário já é mínimo, não só porque já é por si só aviltante, mas porque é constitucional, imagine então um presidente admitindo publicamente ao vivo e a cores, que presta uma enorme ajuda aos mais necessitados, auxiliando aqueles "cuja renda familiar não ultrapasse a 90 Reais por pessoa", menos da metade do permitido pela nossa magna carta. E uma vez admitido o ultraje constitucional e flagrante desrespeito ao nosso cidadão, até então pacato demais pro meu gosto, como se isso não bastasse , ainda transformam este embróglio todo em discurso de palanque eleitoral. E até mesmo a "oposição" entrou nessa dança... E "cuja renda familiar não ultrapasse" significa que são uma ou mais de uma pessoa numa mesma familia, o que a meu ver é uma grotesca oficialização da miséria. E o mais deprimente: é um incentivo subliminar à miserabilidade. Sim, porque só assim então a "familia" terá direito a receber a fabulosa quantia de 15, isto mesmo, 15 Reais por criança em idade escolar que por ventura existir nela. E "nossa quanta coisa" se pode comprar com essa dinheirama toda, além do material escolar, comida e até roupas... Não é simplesmente inacreditável??? Assim a nossa "justiça" continua cada vez mais cega e o nosso povo cada vez mais longe da verdade. Prá não dizer ignorante! Seria muito mais racional e lógico que nossos dirigentes pelo menos lutassem para que o salário realmente fosse decente; e que houvesse trabalho farto e talvez até digno para todos, e não perdessem tanto do seu precioso tempo tentando nos fazer crer, por exemplo, que com o projeto Bolsa Escola, a questão da "fome" e da evasão escolar esteja solucionado. Ledo engano, mesmo porque do jeito que as coisas estão, uma criança pode muito bem passar pelos anos do ensino e sair de lá tal qual como entrou, não aprendendo absolutamente nada do que deveria. Manter as crianças na sala de aula por apenas um prato de comida não mudará em nada o futuro cruel reservado a elas pelas nossas "elites". E depois, sala cheia pode não significar de modo algum ensino de qualidade, muito pelo contrário, a tendência é o nível, que já não é lá um primor, decair ainda mais. E não se combate evasão com coação! E muito menos o trabalho infantil "forçado". Se as crianças trabalham é porque precisam, e se os pais ganhassem o suficiente, é óbvio que elas prefeririam muito mais estar brincando ou estudando... O sr. Ministro da Educação, Paulo Renato, um bem sucedido empresário do ramo de ensino privado, tem razão de se orgulhar dessa verdadeira panacéia educacional neoliberal tropical, pois que faz parte de suas intenções maquiavélicas, concretizar a privatização do nosso ensino publico. E a todo momento continua tentando nos convencer de que o setor privado é muito mais eficiente... Tanto bateram nessa tecla, que os alunos da rede de ensino publica, lá de São Paulo, só prá citar, estão engajados numa campanha, e isso é realmente irônico, de inédita tentativa de atrair mais alunos para as suas escolas. Estão sobrando vagas! E a estrutura arcaica do nosso modelo educacional, do que deveriam se ocupar os do Ministério, permanece firme como tal e ultrapassada. Paulo Renato fez exatamente ao contrário, tentando de maneira vil e criminosa até, destruir as nossas poucas e boas conquistas nesta área e quase acabou preso por ordem do Supremo, ao esbarrar na teimosia insana dos tucanos na vã e inútil tentativa de desestabilizar a grandiosa greve dos nossos "amados" mestres. E tentar inserir, de maneira obrigatória, no currículo escolar, matérias como música, que estimula, cientificamente comprovado, a criatividade e melhora consideravelmente o rendimento dos alunos nas outras, ou filosofia que os ensinará a pensar, nem passa pelas cabeças gloriosas dos nossos governantes. Ou passa??? Os politicos sabem do risco que correm. É óbvio e bem claro, nossas crianças aprendendo a pensar, num futuro bem próximo, quando já estiverem aptas a votar e tendo um maior e amplo discernimento e uma visão mais objetiva do mundo em que vivem, não mais elegerão gente canalha como os que aí estão, deixando-os de fora dessa mamata comprovada que é o PODER. E só assim iremos entender melhor esse círculo vicioso que se instalou de modo injusto e à nossa revelia, que obriga as familias de "baixa renda", como gostam de enfatizar na midia, a permanecerem como estão, sucateando ou tentando sucatear nossa educação e nos manipulando de acordo com interesses geralmente escusos e nos privando de uma melhor compreensão de tudo o que nos cerca. É tambem por essas e outras que a Telemar entrou nas nossas vidas de maneira assim tão indesejável. E se julga imune. E faz o que faz, de cima de sua arrogância e prepotência, como se não fossemos gente e sim apenas números. E, em se falando nisso, o que significa um orelhão instalado numa aldeia indigena lá onde o judas perdeu as botas, ou no popular cú do mundo, no meio da floresta Amazônica??? Alguém aí fala tupi guarani ou já ensinaram o Português aos nossos indios??? Ah, pode ser o Inglês...



publicada em dezembro de 2001

16 de out de 2008

A Síndrome da Mediocridade Adquirida

Incrível, a rede Globo finalmente assumiu! Sente saudades dos tempos da ditadura. Não é que comemoraram o aniversário do Ato Institucional número cinco? E em pleno horário nobre!!! E mais triste ainda é que ninguém tenha desligado a televisão... Fiquei matutanto cá com meus botões e me lembrei de parte do famoso discurso de Rui Barbosa, que não tem nada a ver com o Benedito deles, dito se não me engano em Haia, há muito tempo atrás. "De tanto ver triunfar as nulidades, o homem chega a ter vergonha de ser honesto..." Que tremenda sensibilidade! Por essas e outras é que ele parece estar vivo até hoje. E merece ser imortal. De repente, não mais que de repente tive uma súbita iluminação, digna dos mais sábios dos Budas. E uma constatação trágica: fomos acometidos pela Síndrome da Mediocridade Adquirida - SMA. E nem nos demos conta disso. O mais preocupante é que essa doença, com os chamados mecanismos de repressão e controle de opinião, como o próprio AI-5, sempre nos chegava como sendo "fatos isolados", através da mídia. E não demos importancia a ela. No país abençoado por deus essas coisas nunca acontecem... Agora com o advento da democracia, e uma certa e tímida liberdade de imprensa, isso virou epidemia... E nos transformamos na nação mais infestada do mundo! Como não poderia mesmo ser de forma diferente, tudo o que não presta, aqui somos os maiorais e as vezes perdemos até para o Paraguai, segundo alguns dados da ONU. Curuzes! Estou sendo muito duro demais??? É prá ser mesmo! Eu quero não só ver, mas sentir a sua revolta. Saiam desse casulo. Saiam desse marasmo e chega de indignações comedidas como se fossemos lordes ingleses... Eu posso entender por que agora sei que um dos sintomas mais predominantes da síndrome é o que nos faz perder totalmente a capacidade de raciocínio, muito lentamente, até nos embotar a mente de vez. Um bom e eficaz antidoto para isso é exercitar o cérebro o mais rapidamente possível, antes que seja tarde demais... Comumente, quando alguém me para na rua prá enaltecer minha ousadia eu retruco até meio ríspido afirmando que coragem todos temos. Faz parte do aprendizado natural da vida não nos esquecermos dela. E depois, valorizando demais a ação de determinada pessoa, as vezes o fato em si, que é sempre o mais importante, acaba passando meio desapercebido. E vamos protelando a solução até que eles, os fatos, acabem terminando no esquecimento. Mas não foi por isso, com certeza, que o pessoal da Globo cantou os parabéns... O negócio deles é a tal de inversão de valores. E isso eles fazem com uma maestria invejável por todas as outras emissoras... Vide o acontecimento mais importante do século, que foi o nascimento da Xaxa... E quando brigam entre si por uma fatia milionária de publicidade, aí a coisa é comédia. Bispo vira traficante e viciado e é pena voando, pra não falar merda, pra tudo quanto é lado... E por causa dessa variante do virus, a desinformação, que tambem enfraquece nosso corpo e nos coloca a mercê da síndrome citada, é que jamais saberemos quem tem razão nessas batalhas de peixe graúdo, como dizem por aí. Maaaasss, quando vemos um pai de familia implorar pelo seu emprego, se humilhando a ponto de aceitar redução do seu já minguado salário e outras mumunhas mais sempre a favor de se deixar tudo como está, nos fazendo crer ser o desemprego algo muito pior e deputados de Alagoas, um dos estados mais pobres da nação, ganhando quase 60.000 paus, e mostramos a cara de tédio, é por que atingimos o nível de estado terminal da doença. UTI ni nóis! E por favor, não confundam com FMI, por que senão, não há mais nada que se possa fazer... Hein??? O gigante pela própria natureza tambem veio? Mas é peso demais para esse navio... Vamos naufragar!!! Glubglubglub... Glub... Alguém salve o L de Caprio, por favorrrrrrrrr...






publicada em dezembro de 1998





10 de out de 2008

O minhoca mansa

Ih, babou! Num falei? O H rasgou a constituição. Não que seja lá ela grandes coisas, nada disso! Mas é uma conquista democrática e a lei maior da Nação. E nem tanto ao ato em si, nada que venha do Planalto me surpreende mais, mas ao fato. Está se abrindo um perigoso precedente para os dias futuros ou futuros governos. Pensem num Enéas editando medidas provisórias... Aliás, que de provisórias nada têm. E muita gente sádica e mal intencionada já sonha com uma MP fechando o Congresso... Brinca não!!! E me incluam fora dessa. Se bem que andam merecendo... Segundo ouvi do Ministro, esses da Justiça, na tevê, "uma falta gravíssima cuja única reparação é o impeachment". E mais nada... Cadê os caras pintadas? É um silêncio ensurdecedor... Apagou geral??? E não se trata agora de ser ou não ser contra o neoliberalismo, trata-se de resgatar a honra nacional, se é que ainda existe. O doutor Ulysses, aquele que virou golfinho e Iemanjá levou e ninguém nunca mais viu, aonde quer que esteja deve de estar muito puto. Talvez até volte das profundezas marinhas... Nem que for prá matar alguém de susto! Putz, se ele já era feio vivo, imagine morto. E adeus racionamento de energia, ahahahaha... Pelo menos lá pras bandas de Brasilia. E haja Lexotan... E o último que sair apaga a luz! Debandô geral. Seis longos e penosos anos de trabalho árduo (sic), uma Constituição ainda inacabada, e em questões de segundos fica o dito pelo não dito e tudo bem? Tipo jogador, futebol é assim memo, e agora é pensar no outro adversário e partir prá próxima? Nada disso não, que se destitua todo mundo! Que seja democraticamente, é claro. Nós temos esse direito, adquirido e sacramentado, para o desgosto de muitos, que não querem a nossa felicidade. E já somos inclusive, maioria absoluta nos círculos de piada lá em Portugal: "Joaquim, tu vistes a última do Brasil? Mas Manoel, ver o quê com esse BREU?" Pois é, diante dessa catastrófica e total inversão de valores, me sinto na obrigação de relembrar alguns fatos da nossa história ainda recente. O coitado do Jango, assim como Itamar, tambem era vice e quando assumiu resolveu passear pela China... E até hoje não voltou. Ah, o da vassourinha, por vontade própria caiu fora. O furacão Fernandinho, o das plumas e paetês, ficou desempregado por que andava em más companhias, era muito íntimo de um tal de PC. Pois bem, tudo o que esses citados fizeram é fichinha perto do que já fez o Fernandão, tambem o das penas coloridas mas sem paetês, faz favor, o home ainda é presidente... E prá fazer o que tem feito, pelo menos macho o cabra é. Ou então se julga o único, ou talvez o ultimo... Sei lá o que pensa, ops, se é que pensa! Mas eu penso, e penso que talvez tenha chegado a hora do minhoca mansa, o Marco Maciel. Só serve prá vice e dorme até em fotos oficiais e nem faz a mínima questão de um dia ser presidente. Ta aí um bom motivo a mais para exonerarmos o titular! O minhoca mansa tem o perfil do estadista ideal para assumir, feito de encomenda para o nosso querido país. Sempre ouvi dizer que governo bom é o que a gente menos ouve falar dele e menos nos incomoda e às vezes até nos esquecemos dele ou que governo não dá camisa à ninguém e sim tira. E agora tá querendo tirar também nossas calças... Com o minhoca mansa no poder, jamais correremos esse risco. É o que tenho dito.

ps - a minhoca mansa não se presta nem a que veio ao mundo: servir de isca.


publicada em junho de 2001